Axalta is not resposible for content you are about to view

Spies Hecker worldwide

Spies Hecker Country Sites
Partner Programs

Spies Hecker worldwide |

Masterclass da Mercedes-AMG Petronas Motorsport: Aerógrafo - a precisão e o processo criam perfeição

A Spies Hecker analisa as capacidades do aerógrafo nos carros de corrida F1 W09 EQ Power+ da Mercedes-AMG

Durante a vida relativamente curta do aerógrafo, a primeira patente foi concedida em 1892, conseguiu estabelecer-se como um instrumento que os artesãos e os artistas adoram utilizar. Desenvolvido inicialmente para retocar fotografias sem deixar pinceladas, hoje em dia os aerógrafos são utilizados para criar obras de arte individuais extraordinárias e complexas em todas as superfícies, desde capacetes de proteção até unhas. Durante uma época de Formula OneTM, mais de 1,4 mil milhões de espetadores em todo o mundo vêm as excelentes capacidades do aerógrafo nos carros de corrida F1 W09 EQ Power+ da Mercedes-AMG Petronas Motorsport, enquanto a equipa trabalha de maneira extenuante durante o calendário de 21 corridas.

Aerodinamicamente suave

Como a única equipa na box que tem uma imagem com cores degradés e descolorações complexas, a Mercedes-AMG Petronas Motorsport sediada em Brackley, utiliza o aerógrafo como uma parte essencial dos seus processos da Oficina de Pintura. A Spies Hecker, uma das três marcas de repintura global da Axalta, um dos principais fornecedores mundiais de tintas líquidas e em pó, é um parceiro integral da equipa, e tem sido há mais de quatro anos, fornecedor da tinta para o carro de corrida W09 EQ Power+ e para os carros Silver Arrow que venceram os anteriores campeonatos.

Andrew Moody, Head de Paint e Graphics da Mercedes-AMG Petronas Motorsport, explicou, “Utilizamos o aerógrafo para as nossas linhas de brilho verdes e azuis, descolorações e cores degradê, desde prateado até preto, e também na icónica estrela Mercedes-Benz presente no nariz e em ambos os lados da tampa do motor. Assim, os nossos pintores são especializados não só na utilização de uma pistola de pulverização normal, como também de aerógrafos. Seguem processos claramente definidos nas nossas fichas de componentes do trabalho, que detalham o quê, como e porquê e é claro, todos os produtos Spies Hecker.”

A Oficina de Pintura utiliza vários produtos Spies Hecker, incluindo o Priomat® Wash Primer 4075, e em seguida o Permasolid® HS Vario Primer Surfacer 5340, um primário com elevado teor de sólidos ou o Permasolid® HS Performance Surfacer 5320, um aparelho 2K HS de secagem rápida. O verniz HS Speed Clear Coat 8800  é utilizado nas peças que precisam de secar rapidamente e no resto, utilizam Permasolid® HS Optimum Plus Clear Coat 8650.

Pistola de pulverização ou aerógrafo

Os aerógrafos utilizados na Oficina de Pintura são instrumentos pequenos e precisos acionados pelo mesmo ar comprimido utilizado pelas pistolas de pulverização normais, mas com uma pressão muito inferior e utilizando um tubo de ar cilíndrico muito mais pequeno. O ar passa na câmara no interior do aerógrafo, enquanto a tinta, que está num depósito interconectado, é alimentada por gravidade na câmara de mistura interna. A tinta é pulverizada graças à velocidade do ar e passa pela extremidade do bocal diretamente para o componente do carro de corrida. As pistolas são de ação dupla, o que significa que o pintor tem de pressionar para baixo com o dedo indicador o disparador pequeno que se encontra na parte superior do aerógrafo para libertar o ar e em seguida, puxar o disparador para permitir o fluxo da tinta. Quanto mais o pintor puxar o disparador, mais a tinta é pulverizada através do bocal e quanto mais o pintor pressionar o disparador, mais ar flui. O efeito da tinta também pode ser alterado com base na distância entre o aerógrafo e o objeto que está a ser pintado.

Todos estes aspetos proporcionam aos pintores a possibilidade de criarem uma linha muito precisa e um efeito muito mais suave e maior numa única pincelada.

Andrew Moody declarou, “Em comparação com uma pistola de pulverização, os pintores têm de ter bastante paciência e controlo com um aerógrafo e utilizar o disparador de uma forma diferente. Regra geral, devem começar e terminar sempre apenas com ar, e ter um elevado nível de confiança e competência, porque o ponto em que pintamos com o aerógrafo é bastante longe no processo global, pelo que pode ser problemático se algo correr mal no nosso ambiente que está sob muita pressão. Para os pintores, deve ser muito natural pintar com o aerógrafo.”

Estrela do espetáculo

A icónica estrela da Mercedes-Benz que adorna o nariz é uma das áreas mais complexas e orientadas pelo processo do carro que está a ser pintado. A estrela está sujeita a um processo de 16 etapas, sendo que cada uma delas tem cinco etapas diferentes. O aerógrafo é fixado com um bocal com uma extremidade fechada de 0,5 para maior precisão e os pintores têm de usar máscaras de pulverização, que controlam e contêm qualquer excesso de pulverização, criando por último, um efeito tridimensional com extremidades acentuadas e nítidas.

Andrew Moody afirmou, “O Permahyd Hi-TEC ajuda-nos realmente, porque é excecional na pintura concebida e nas várias tonalidades. Permite-nos cobrir diretamente após a evaporação.”

As duas estrelas da Mercedes-Benz em ambos os lados da tampa do motor seguem o mesmo processo complexo e de várias etapas, mas numa escala maior.

Brilhar com o fluxo

As vibrantes linhas de fluxo verdes e azuis, que são representações visuais do fluxo de ar do carro, que começam na asa dianteira, no lado do chassis e continuam na asa traseira, também são pintadas com o aerógrafo. Andrew Moody explicou, “Começamos com uma máscara de pulverização que ajuda a delinear a forma exata. Em seguida, os pintores utilizam manualmente o aerógrafo com uma extremidade do bocal aberta de 0,8. Devem ser totalmente consistentes, mas com um instrumento tão criativo como o aerógrafo isto é um grande desafio. Um pintor não pode acrescentar um pequeno toque no fim de uma linha, porque tudo tem de ser consistente e idêntico.”

Os aerógrafos são limpos da mesma forma que as pistolas de pulverização, mas no respetivo sistema de extração específico. No mínimo, duas vezes por semana, os pintores desmontam totalmente os aerógrafos para limpar e inspecionar os componentes internos, incluindo as juntas circulares, para garantir que tudo funciona perfeitamente.

Andrew Moody concluiu, “O aerógrafo é fundamental para a nossa imagem, mas a sua utilização é um desafio. Algumas das técnicas são muito diferentes, mas alguns aspetos, em particular a preparação, são exatamente os mesmos. Para os pintores que estejam interessados em utilizar um aerógrafo, eu diria “tentem”, porque podem ficar surpreendidos com o que podem fazer.”

Para mais informações sobre a Spies Hecker e a respetiva relação com a Mercedes-AMG Petronas Motorsport, siga a marca em www.facebook.com/spieshecker, visite www.spieshecker.com/F1speed ou siga @spieshecker no Twitter.

Sobre a Spies Hecker

A Spies Hecker, uma das maiores marcas globais de repintura automóvel da Axalta, desenvolve soluções de sistemas de pintura otimizados e práticos que tornam o trabalho na oficina mais simples e eficiente. Com uma história de sucesso de mais de 135 anos, os sistemas de produtos de alta qualidade da Spies Hecker, os serviços adaptados e a formação especializada demonstram a sua parceria para com a indústria da repintura. A empresa de Colónia, Alemanha, é uma das principais marcas globais de repintura automóvel, e encontra-se presente em mais de 76 países do mundo.

Spies Hecker – mais perto de si!

  • thumbnail PR Photo - Mercedes Masterclass (1) (jpg | 2.44 MB)
  • thumbnail PR Photo - Mercedes Masterclass (2) (jpg | 2.30 MB)